Sérgio Rial vai deixar presidência do Banco Santander Brasil

 Após sete anos no comando do Santander Brasil, Sérgio Rial (foto) vai deixar a chefia do banco em janeiro de 2022 para assumir a presidência do conselho de administração da instituição, no lugar de Álvaro de Souza.
Mario Roberto Opice Leão, que hoje lidera a área de corporate banking, vai assumir o cargo de presidente executivo. Ele é membro do comitê executivo do Santander Brasil há quatro anos e se tornou responsável pelo segmento de empresas de médio porte do banco no ano passado.
Antes de ingressar no banco, Leão atuou na área de corporate e investment banking do Citibank, do Goldman Sachs e do Morgan Stanley. Segundo o banco, ele também fará parte do conselho de administração do Santander Brasil.
Rial permanecerá como membro do conselho de administração do Grupo Santander, presidente da Ebury e membro do conselho da PagoNxt, subsidiária global de pagamentos do banco espanhol.
A presidente mundial do Banco Santander, Ana Botín, afirmou que Rial ajudou a tornar a subsidiária brasileira um dos bancos mais rentáveis da América do Sul, com um forte histórico de inovações e foco no cliente.
“Um agradecimento especial ao Sérgio por sua liderança nos últimos sete anos, que superou nossas expectativas em todos os sentidos. Espero trabalhar com ele, Mario e Carlos para continuarmos cumprindo nossos objetivos estratégicos, apoiando pessoas e empresas a prosperar, e construindo o One Santander”, afirmou a executiva em comunicado divulgado pelo banco nesta terça-feira.
Em nota, Rial afirmou que, junto ao conselho de administração, trabalhou para garantir uma estratégia de sucessão sem rupturas.
“Nosso objetivo é continuar evoluindo em relação ao sucesso alcançado nos últimos sete anos, e espero trabalhar com o Mario e equipe ao iniciarmos essa nova fase no desenvolvimento da empresa, baseada em uma cultura aguerrida, destemida, inteligente e, acima de tudo, humana”, disse o executivo.
Carlos Rey de Vicente, por sua vez, será o diretor regional da América do Sul do Grupo Santander. Segundo o banco, Rey Vicente, que atualmente é vice-presidente de finanças e membro do comitê executivo do Santander Brasil, trabalhou em estreita colaboração com Rial no desenvolvimento e execução dos planos de crescimento do banco na América do Sul ao longo dos últimos anos.
As atuais responsabilidades de Leão serão assumidas por João Marcos De Biase. Com isso, Andrea Almeida, que ingressou no banco neste ano após atuar como diretora financeira na Petrobras, assumirá a vice-presidência de finanças, e Elita Vechin Pastorelo, atual diretora jurídica da divisão de atacado, liderará a vice-presidência de recursos humanos e ouvidoria.
Com as mudanças, o comitê executivo do banco passará a ter quatro mulheres, já que Patricia Audi continuará à frente das áreas de relações institucionais, sustentabilidade e eventos, e Vanessa Lobato assumirá o varejo, principal área de negócios da empresa, sucedendo Juan Moreno.
Além de Rial, o conselho de administração do banco também terá como membros Angel Santodomingo, atual diretor financeiro, e Alberto Monteiro Neto, que atua na área de Wealth Management.
O ecossistema de negócios do Santander Brasil tem crescido nos últimos anos. Além da aquisição da Toro Investimentos, o banco também lançou fintechs nas áreas de benefícios corporativos (Ben Visa Vale), empréstimos pessoais (Sim) e renegociação de dívidas (emDia).
A estratégia envolveu também o fortalecimento de negócios como a Santander Financiamentos e a Webmotors, assim como a expansão em vários segmentos, incluindo cartões, agronegócio, crédito imobiliário, educação, ESG (melhores práticas ambientais, sociais e de governança), cultura e esportes.
As alterações descritas acima sujeitam-se à obtenção de todas as aprovações necessárias. (Isabela Bolzani – Folhapress)

Compartilhe nas suas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.