Case de sucesso que comprova a eficácia da aplicação de jurimetria no setor de energia será apresentado durante a AB2L – Law Disruption Week


Utilização de plataforma com modelos de inteligência artificial podem proporcionar cerca de 40% de economia em acordos judiciais

De acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), atualmente cerca de 78 milhões de processos tramitam no judiciário brasileiro. E mais de 80% dos litígios envolvem empresas que, de acordo com especialistas, gastam cerca de R$ 160 bilhões durante os processos e para o pagamento das indenizações. Conforme a deliberação 594 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o provisionamento é “um passivo de prazos ou valores incertos, que deve constar no balanço das empresas”. Nesse sentido, o provisionamento jurídico deve incluir as previsões para pagamentos dos custos com ações judiciais que, quando incorretas, podem impactar diretamente no resultado das empresas.

Pensando nisso, a Finch desenvolveu uma plataforma que aumenta a produtividade e a performance das atividades jurídicas; viabiliza a análise e a interpretação de informações jurídicas e possibilita a estimativa mais assertiva dos valores para o provisionamento jurídico nas empresas. E, no próximo dia 17 de agosto, Emília Cappi, diretora das áreas Comercial, Marketing e Arquitetura de Soluções da Finch, apresentará um case de sucesso sobre a redução no provisionamento de uma grande empresa de energia, na segunda edição do Congresso Internacional da AB2L – Law Disruption Week, em São Paulo.

“O case sobre jurimetria que apresentaremos no evento é particularmente interessante porque não somente detectou a existência de um excesso de provisionamento em R$ 3 milhões, como também criou um sistema automatizado de provisionamento, de acordos e de gestão de fornecedores para uma grande empresa do setor de Energia. A partir de duas soluções existentes, a Finch criou uma plataforma que, de forma recorrente e sempre atualizada por dados, fornece, automaticamente, recomendações de contingenciamento e de acordos com potencial de até 40% de economia, além de avaliar os serviços prestados pelos escritórios de advocacia a essa empresa. Isto tudo somente é possível ocorrer se o trabalho for realizado em conjunto e em colaboração com o cliente, a partir de um processo que envolve, dentre outros, a consultoria de negócios, o saneamento de dados e o desenvolvimento de modelos estatísticos e de inteligência artificial, cujo objetivo final é a melhoria contínua”, comenta Emília Cappi.

A 2ª Edição do Congresso Jurídico Internacional da AB2L trará temas inovadores, polêmicos e disruptivos do direito. Serão três dias com os importantes profissionais da área compartilhando conhecimento e experiência, mostrando como inovar na prática para que o Advogado, o estudante de Direito, o Líder de Departamento Jurídico e o Sócio de Escritório possam ter insights incríveis para transformar a jornada jurídica.Serão 20 trilhas de conhecimento, 180h de conteúdo, certificado de participação, painéis, palestras, mentorias e disrupção jurídica na veia. Inscrições: https://ab2l-lawdisruptionweek.com.br/#inscricao

Compartilhe nas suas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.