Caixa tem lucro de R$ 3 bi no 1º trimestre, queda de 3,8%

Caixa tem lucro de R$ 3 bi no 1º trimestre, queda de 3,8%

A Caixa obteve lucro líquido gerencial de R$ 3 bilhões no primeiro trimestre de 2022, uma queda de 3,8% na comparação com igual período do ano passado, segundo balanço divulgado nesta quinta-feira (12).
Segundo o banco, a queda foi influenciada pelo provisionamento de 100% das operações realizadas nas linhas de crédito vinculadas ao Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) e ao FGI (Fundo Garantidor de Investimentos).
A carteira de crédito do banco cresceu 11,2% no período, para R$ 889 bilhões. Já a inadimplência da carteira de crédito fechou março em 2,33%, contra 1,95% ao final do ano passado.
A concessão de crédito imobiliário pelo banco público totalizou R$ 34,4 bilhões de janeiro a março, aumento de 17,8% na comparação com o primeiro trimestre de 2021.
Com o desempenho, o saldo da carteira de crédito imobiliário da Caixa alcançou R$ 570,5 bilhões, crescimento de 10,1% em bases anuais.
No agronegócio, o banco apresentou um crescimento de 204,6%, para R$ 6,7 bilhões.
Do total de recursos contratados no trimestre, o crédito para o agronegócio destinado à pessoa física foi de R$ 3,6 bilhões e para pessoa jurídica totalizou R$ 3,1 bilhões, crescimentos de 233,2% e 177,5%, respectivamente.
A receita de prestação de serviços chegou a R$ 6 bilhões nos três primeiros meses do ano, aumento de 5,8% em comparação com o mesmo período do ano anterior, com destaque para o aumento de 97,5% em receitas com produtos de seguridade, 16,1% com fundos de investimento e 33,7% em loterias.
Já a margem financeira (diferença entre os juros cobrados e os juros pagos aos clientes) reduziu-se em 3,3%, para R$ 10,7 bilhões, “valor decorrente de bons desempenhos no resultado com operações de títulos e valores mobiliários e nas receitas com operações de crédito, principalmente”, diz a Caixa, em nota.
O ROE (retorno sobre o patrimônio líquido), indicador que mede a rentabilidade das instituições financeiras, foi de 11,02% ao final de março, aumento de 0,7 ponto percentual ante março de 2021.

(Lucas Bombana – Folhapress/ Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Compartilhe nas suas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.