Após condenação de Brittney Griner, Rússia diz que aceita discutir troca de prisioneiros com EUA

Após condenação de Brittney Griner, Rússia diz que aceita discutir troca de prisioneiros com EUA

O chanceler da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou nesta sexta (5) que Moscou está disposta a discutir com os EUA uma possível troca de prisioneiros.

A declaração vem um dia após um tribunal russo ter condenado a jogadora americana de basquete Brittney Griner a nove anos de prisão por entrar no país com óleo de haxixe.

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, já sinalizou que tentará incluir Griner na troca. Washington havia tentado algo semelhante na última semana, mas sem êxito.

Lavrov e Blinken falavam no Camboja, onde estão para participar, como convidados, do fórum de ministros das Relações Exteriores da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean).

Blinken voltou a criticar a sentença dada à jogadora, afirmando que o governo russo tem usado indivíduos como peões políticos. “[A prisão e a sentença] demonstram o uso de detenções ilícitas por parte de Moscou para promover sua própria agenda”, disse ele.

Lavrov, por sua vez, afirmou que a discussão só se dará caso os EUA respeitem o canal de diálogo estabelecido com Moscou. “Se os americanos decidirem promover de novo a diplomacia pública, será um problema deles.”

Pouco após a declaração da pena, o porta-voz de segurança nacional dos EUA, John Kirby, já havia sinalizado, sem dar mais detalhes, que os EUA havia feito uma nova proposta à Rússia.

(Folhapress /Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Compartilhe nas suas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.