Polícia confirma quatro mortos e ao menos 20 feridos em Londres

  Quatro pessoas morreram e ao menos 20 ficaram feridas em um duplo ataque nesta quarta-feira perto do Parlamento britânico, em Londres, confirmou um porta-voz da polícia metropolitana, Scotland Yard.  A polícia crê que um único terrorista pode ter sido o responsável por atropelar pedestres com um  veículo na Ponte de Westminster e logo depois esfaquear um policial em frente ao Parlamento, informou o subcomissário Mark Rowley. Uma mulher e outra pessoa ainda não identificada, o policial esfaqueado e seu atacante, que foi morto a tiros por outros agentes policiais, se contam entre os mortos, disse Rowley.
Câmara dos Comuns do Parlamento britânico suspendeu os trabalhos  nesta quarta à tarde  após o tiroteio na entrada do prédio.  Além dos quuatro mortos, outras 20 pessoas ficaram feridas.  O líder da Câmara  que o suspeito foi baleado pela polícia.
 O prédio do Parlamento ficará fechado até que a situação seja esclarecida. “No momento a recomendação da polícia e do diretor de segurança da casa é que devemos permanecer em suspenso e a câmara ficará fechada até que recebamos a informação de que é seguro”, disse Lidington.
 “Também há relatos de outros incidentes violentos no Palácio de Westminster mas seria errado eu falar mais sem confirmação da polícia.” A Polícia Metropolitana de Londres confirmou uma ocorrência com armas de fogo no Parlamento e informou que investiga o ocorrido, mas não deu detalhes.
  Policiais fortemente armados cercaram o prédio. Minutos após o incidente, um helicóptero dos serviços de emergência pousou na praça do Parlamento para socorrer os feridos. O porta-voz da primeira-ministra, Theresa May, confirmou que ela está bem. Não está claro se May estava no Parlamento no momento do ataque.