Empresa criada por Paulo Guedes será gestora de fundo de investimento do BNDES

Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 06/05/2010. Prédio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no centro do Rio de Janeiro. - Crédito:PAULO VITOR/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:56876

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta sexta-feira, que selecionou a JGP Asset Management(fundada pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes) como gestora do novo Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) dedicado a investir em debêntures incentivadas de projetos de infraestrutura. O FIDC, cujo lançamento já vinha sendo aventado pelo BNDES nos últimos anos, será formado com títulos que já integram a carteira do banco de fomento e terá patrimônio de aproximadamente R$ 500 milhões.

A JGP foi selecionada numa chamada pública. No total, oito instituições participaram do processo seletivo, incluindo a vencedora, informou o BNDES em nota. As gestoras Votorantim Asset Management e Itaú Asset Management ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente, e ficarão no cadastro de reservas.

Segundo o BNDES, o fato de o novo FIDC ser formado com debêntures de infraestrutura que já estão na carteira do banco contribui para diminuir o “risco de originação de ativos” e garante o benefício tributário para os cotistas do fundo – conforme a Lei 12.431/2011, as debêntures de infraestrutura são isentas de Imposto de Renda (IR).

“Além de criar mais uma fonte de financiamento a projetos de infraestrutura, o BNDES espera aumentar a base de investidores e incrementar a liquidez de títulos de infraestrutura, bem como securitizar parte de sua carteira, alienando ativos nos quais entende que já cumpriu sua missão institucional”, informa a nota do BNDES, que ressalta que o banco de fomento não será cotista do fundo.