Em mensagem para 2018, secretário-geral da ONU pede união dos povos

epa05571702 A file picture made available on 05 October 2016 shows United Nations High Commissioner for Refugees (UNHCR) Antonio Manuel de Oliveira Guterres informs the media about the Launch of UNHCR's global Statelessness campaign during a press conference at the European headquarters of the United Nations in Geneva, Switzerland, 903 November 2014. According to reports, Guterres is set to be confirmed as new UN Secretary General by a formal vote of the UN Security Council on 06 Ovctober 2016. EPA/SALVATORE DI NOLFI

Em comunicado de Ano-Novo, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que para 2018 não lançaria novamente um apelo à paz no mundo, como fez em 2017, quando iniciou seu mandato, porque “infelizmente o mundo seguiu, em grande medida, o caminho inverso”.

Para 2018, a mensagem de Guterres é um alerta para o aumento da desigualdade, dos nacionalismos e da xenofobia no planeta. Ele pediu união dos povos, apontando esse como o único caminho para solucionar conflitos que se aprofundaram no último ano. “A ansiedade global relacionada com as armas nucleares atingiu o seu pico desde a Guerra Fria. As mudanças climáticas avançam mais rapidamente do que os nossos esforços para enfrentá-las”, destacou.

Por último, ele fez um apelo aos líderes mundiais para que assumam um compromisso de Ano-Novo. “Estreitem laços. Lancem pontes. Reconstruam a confiança reunindo as pessoas em torno de objetivos comuns. A união é o caminho. O nosso futuro depende dela.”  (Maiana Diniz – Repórter da Agência Brasil)