Desembolsos do BNDES podem alcançar R$ 72 bilhões este ano

Rio de Janeiro - O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, participou do Seminário Internacional Infraestrutura: A engenharia na Retomada dos Investimentos, organizado pela Associação Brasileira de Consultores de Engenharia, na sede da Firjan (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro (foto), disse nesta quinta-feira que os desembolsos de recursos da instituição devem chegar a R$ 72 bilhões este ano, abaixo da meta de R$ 77 bilhões.

Na semana passada, o banco divulgou que houve queda de 20% nos desembolsos entre janeiro e outubro de 2017, se comparado ao mesmo período do ano anterior.

“Este ano, acho que os desembolsos podem ficar em R$ 72 bilhões. É até forte. Estamos tentando fazer. Se não der para fazer em dezembro, porque muita coisa acaba não podendo ser submetida para a reunião da diretoria em dezembro, vai ser em janeiro”, disse Castro após participar de um almoço do Instituto Aço Brasil, no Rio de Janeiro.

O executivo acrescentou que a perspectiva para o desempenho do BNDES em 2018 é positiva, apesar de ser um ano eleitoral. “Não estamos sentindo incerteza política associada aos investimentos. O que há é incerteza quanto ao panorama econômico mesmo. Há vários segmentos, como, por exemplo, o siderúrgico, que não tem uma  demanda vigorosa”, destacou. (Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil)